José Augusto

Desvendando os Fatores da Infertilidade de José Augusto na Série Renascer

últimas notícias By No Comments

A infertilidade, um problema que afeta um em cada seis casais em todo o mundo, é o centro das atenções no remake da série “Renascer”, que estreia em 22 de janeiro, três décadas após sua exibição original. Na narrativa, José Augusto (interpretado por Marco Ricca na primeira versão e agora por Renan Monteiro) – filho de José Inocêncio – descobre sua incapacidade de ter filhos.

Esta condição, considerada um distúrbio de saúde reprodutiva, define a incapacidade de conceber após 12 meses ou mais de relações sexuais desprotegidas. É causada por vários fatores que afetam homens e mulheres.

Infertilidade feminina: hormônios, infecções e idade

Os desequilíbrios hormonais desempenham um papel significativo entre as causas mais comuns de infertilidade feminina. Condições como hipotireoidismo, síndrome dos ovários policísticos (SOP) e distúrbios hipofisários, responsáveis pela produção do hormônio prolactina, podem interferir na ovulação.

A SOP, principalmente, perturba o ciclo menstrual regular, reduzindo as chances de concepção. “Normalmente, uma mulher ovula cerca de dez vezes por ano. Na síndrome dos ovários policísticos, ela pode ovular entre duas a quatro vezes em doze meses”, explica Marise Samama, fundadora da Associação Brasileira da Mulher, da Ciência e da Reprodução Humana (AMCR). . Esta síndrome tem raízes genéticas ou ligações a fatores como diabetes gestacional, obesidade ou resistência à insulina.

As infecções sexualmente transmissíveis (IST) – como clamídia, tricomoníase e gonorreia – também surgem como barreiras à concepção. Samama observa que as infecções ginecológicas, incluindo as IST, são responsáveis por 40% das causas de infertilidade feminina. Essas doenças podem afetar as trompas de falópio, onde o embrião é fertilizado.

“Quando a trompa não está saudável, ela não consegue transportar o óvulo até o esperma e depois levar o embrião para o útero. As infecções também podem inflamar o útero, o que chamamos de endometrite, e dificultar a mucosa responsável por transportar os espermatozoides para cima ( em direção às trompas de falópio)”, diz Samama.

O avanço da idade, embora não seja uma doença, também prejudica a fertilidade. “Por volta dos 33 anos, tanto a quantidade quanto a qualidade dos óvulos começam a diminuir, dificultando a concepção. Aproximadamente 60% das mulheres que procuram nossa ajuda (para engravidar) têm mais de 37 anos”, observa a ginecologista.

Endometriose e estilo de vida como desafios da concepção e da gravidez

A endometriose, que afecta uma em cada dez mulheres, é outra causa significativa de infertilidade. Caracterizada pelo crescimento de tecido endometrial fora do útero, pode levar à formação de cistos, conhecidos como endometriomas, e danificar as trompas de falópio, impactando as reservas ovarianas.

Além disso, as escolhas de estilo de vida entram em jogo. “Hábitos sedentários, tabagismo e obesidade são fatores modificáveis que podem afetar a fertilidade feminina”, ressalta o médico. As causas imunológicas, que envolvem o reconhecimento do embrião pelo sistema imunológico, também desempenham um papel crucial no sucesso da concepção.

Infertilidade Masculina: Varicocele e Idade

No domínio masculino, a idade avançada, acima de 40 anos, pode impactar na qualidade do sêmen e aumentar o risco de anomalias fetais, segundo Samama. Doenças crônicas como diabetes e hipertensão também podem prejudicar a função testicular, afetando a fertilidade masculina.

A varicocele, caracterizada por veias varicosas nos testículos, é outra causa significativa de infertilidade masculina. A ginecologista ressalta que obstruções nos ductos ejaculatórios, canal por onde passa o sêmen, também são fatores a serem considerados. Esses bloqueios podem surgir devido a vasectomias, processos infecciosos ou mesmo condições genéticas.

Outros aspectos como o uso de substâncias como esteróides anabolizantes e finasterida, medicamento para calvície, junto com infecções sexualmente transmissíveis, podem impactar a qualidade do sêmen. Fatores de estilo de vida, incluindo obesidade, consumo de álcool, drogas e até cigarros eletrônicos, são fatores relevantes.

Samama destaca uma descoberta recente: a presença do vírus HPV no sêmen, que pode alterar a qualidade do esperma e aumentar o risco de infertilidade e aborto espontâneo. “Considerando que cerca de 50% da população tem o vírus, esse é um problema de saúde pública que precisa ser enfrentado”, afirma.

No Comments

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As 10 melhores tatuagens femininas no ombro tatuagem feminina no pescoço As 10 melhores tatuagens femininas no braço MELHORES IDEIAS DE TATUAGEM PARA MULHERES BBB 24: veja a lista completa de participantes